sábado, 13 de setembro de 2014

Carne estufada na cerveja, cebolas caramelizadas e Polenta cremosa

Há certas comidas que são simplesmente um conforto para nós... e sabe-nos tão bem, mas tão bem como se nos estivessem a abraçar.
É um sorriso a cada garfada :)

Hoje como é sábado, e para quebrar um pouco a rotina do dia a dia da correria, sem tempo para cozinhar com prazer, apresento-vos um delicioso e suculento estufado de carne de vaca com cerveja e cebolas caramelizadas, a acompanhar com uma deliciosa polenta italiana :)

A polenta para quem não conhece é um acompanhamento feito com sêmola de milho que nasceu em Itália na altura do Império Romano. Acabou por que integrar na culinária Italiana e se disseminar por todos os cantos do mundo.

Esta é uma boa comida caseira, que só pode ser mesmo feita em casa, com muito amor e carinho.
O melhor de tudo é que a casa fica com um cheirinho irresistível, mesmo para aquelas pessoas que passam a porta e com o aroma que sentem ficam com água na boca.

Esta carne estufada com cerveja numa panela normal, é uma refeição muito saborosa , caseira e reconfortante para os dias de frio que têm estado.
A carne pode ser variada, desde carne de vaca, a carne de porco, cordeiro, frango, pato etc...

Aqui está um cheirinho do meu prato :) Experimentem...




Receita para 4 pessoas

Grau de dificuldade - médio
Tempo de confecção - 4h

Ingredientes para o estufado:

1 kg de carne de vaca para estufar
1/2 pimento encarnado
33 cl de cerveja
1 copo de vinho branco
1 cenoura
4 cebolas grandes
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
5 dentes de alho
água q.b.
1 fio de azeite
salsa fresca q.b.
1 pitada de pimentão doce

Ingredientes para a Polenta:

1 xícara (chá) de sêmola de milho
4 xícaras (chá) de água
1 colher (sobremesa) de sal
4 colheres (chá) de queijo parmesão ralado (a gosto e é opcional)

Confecção:

1. Coloque o azeite numa panela a aquecer no fogão que seja suficientemente grande e que possa depois ir ao forno.
Quando a panela estiver bem quente, coloque a carne com cuidado e sele todas as partes da carne. Retire a carne já selada e reserve.
No mesmo tacho coloque as cebolas cortadas em gomos e deixe caramelizar, junte o alho e a folha de louro.
quando a cebola estiver caramelizada e bem macia, coloque a cerveja, o vinho branco E deixe ferver.
É neste momento que se tempera, coloca-se o sal, a pimenta e demais especiarias e ervas.
Volte a colocar a carne na panela de pressão cubra até cima com água quente tape e leve a panela ao forno em temperatura minima por 3 horas.




2. Passado as 3 horas, irá ver que a carne simplesmente se desfaz só com o garfo. Fica incrivelmente tenra.
Nesta fase tire a panela do forno, e coloque no fogão em fogo baixo. Agora coloque a cenoura cortada às rodelas e o pimento vermelho e deixe cozinhar.


3. Numa panela grande, aqueça a água em fogo médio. Quando ferver, acrescente o sal e abaixe um pouco o fogo.
Com uma colher de varas mexa a água, e vá colocando a sêmola de milho na água sem parar de mexer.
E fica-se sempre a mexer até apolenta se desprender das paredes e do fundo da panela.
Acrescentar o queijo parmesão e misturar bem até que ele derreta.


4. Depois de tudo pronto servir e desfrutar :)


Bom apetite!

 Acompanhe esta receita com:

Uma salada de couve branca cortada bem fininha, com cebola, tomate, e bem temperado. Eu pessoalmente gosto sempre das saladas com um toque avinagrado, o que resulta muito bem com este prato em especial.

Para o vinho aconselho um vinho encorpado como o :

Touriga Nacional Regional Península de Setúbal- Casa Ermelinda Freitas



Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura e a compota, com toque floral ligeiro típico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos macios muito bem integrados. Final longo e persistente.

domingo, 24 de agosto de 2014

Deliciosa Tortilha de Chuchu

Pensando numa alimentação mais saudável decidimos fazer para este domingo de Verão para o almoço tortilha de chuchu.

"O chuchu (Sechium edule) é uma hortaliça-fruto, ou seja, um vegetal da categoria dos frutos; também é conhecido como machucho, caiota (Açores) ou pimpinela (ilha da Madeira)." (retirado de Wikipedia.org)

Foto retirada de www.tempodecozimento.com

Benefícios para a saúde:
Rico em água e muito pouco calórico o chuchu é uma boa fonte de fibras, que colaboram para o bom trânsito intestinal. É também uma boa fonte de potássio, que ajuda à regular a pressão arterial e equilibrar os fluidos do corpo. Ótima fonte de ácido fólico, conhecido também como vitamina B9. (tempodecozimento.com)

Este é um legume que se encontra facilmente nos supermercados nas grandes superfícies, e se o forem comprar este deve ter uma boa aparência, fresca e bem verdinho.

Então eu e o meu marido decidimos fazer uma tortilha de chuchu, da qual numa receita habitual de tortilha simplesmente substituímos o chuchu pela batata, tornando esta iguaria de "nuestros hermanos" muito mais saudável e igualmente saborosa.

Então é Hora de ir para a cozinha e experimentar esta receita deliciosa e saudável.



Tortilha de Chuchu (fácil e rápida)

Ingredientes:

4 ovos
1 chuchu médio descascado e cortado aos cubinhos
1 cebola cortada às rodelas
1 linguiça picante
Pimento verde q.b
Pimento vermelho q.b
Sal
Pimenta
Azeite
Um pouco de ervas frescas picadas (cebolinho, oregãos, salsa... etc)


Modo de Preparo:

Num tacho com água a ferver e um pouco de sal ponha a cozer o chuchu já partido aos cubinhos e deixe cozinhar. Este tem uma consistência parecida com a batata, vê-se que está cozido quando o garvo espeta facilmente.
Bata os ovos com o garfo e tempere com sal e pimenta.
Numa frigideira refogue com o azeite, a linguiça picante, a cebola o chuchu já cozido, os pimentos e tempere a gosto.
Quando estiver tudo bem refogadinho e bem temperado junte os ovos já batidos e diminua o lume.
Quando se aperceber que o lado de baixo está seco e douradinho, vire com cuidado e termine de cozinhar.

Depois é só servir com uma saladinha, um arroz branco.

Bom apetite :)

sábado, 23 de agosto de 2014

Bolo de Aipim (da Selmi)

Hoje deixo-vos não uma receita mas um bolo daqueles instantâneos para mistura que é simplesmente uma delicia.


Eu e o meu marido fomos a um mercado brasileiro que abriu recentemente em Coimbra, e eu sempre movida pela curiosidade de buscar novos sabores e paladares escolhi esta mistura de Aipim para bolo.

O Aipim, também conhecido como Mandioca e Macaxeira, é uma planta com raízes comestíveis, muito apreciada no Brasil.

A Mandioca vê-se a venda aqui em Portugal nas grandes superfícies, mas como não é fresca, corremos o risco de comprar e pagar por uma algo que depois não vamos consumir.

Provei a Raiz de mandioca pela primeira vez, no Brasil num jantar que a minha querida sogra fez, e fiquei apaixonada por esta planta, pena que em Portugal é tão cara.
E a melhor coxinha de frango que comi lá era de mandioca... simplesmente incrível, de se comer e chorar por mais.

Relativamente ao bolo, esta é uma maravilhosa sugestão para quem deseja provar algo diferente.
Para mim o sabor foi surpreendentemente irresistível e delicioso, e a vontade de comer este bolinho nunca acaba :D


Nos supermercados este produto encontra-se junto dos preparados para bolos.

É uma sugestão deliciosa :) Provem e desfrutem ;)




quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Segredos e Dicas de Culinária ;)


Foto: Thinkstock

Sabem aquelas dicas que aprendemos com a nossa mãe e que por sua vez ela aprendeu com a nossa avó? Pois é e como a tradição assim o exige devemos passar estas preciosas dicas às gerações vindouras :)

Numa boa cozinha é importante saber alguns truques para deixar a refeição mais saborosa ou para salvar aquela receita que não deu muito certo.

Vou deixar aqui alguns truques que aprendi, com a minha bisavó, a minha avó materna, a minha mãe e também com o amor da minha vida, o meu amado esposo.

São algumas dicas excelentes para ajudar a resolver alguns problemas e funcionam como dicas básicas de culinária.

1 – Separar a clara da gema do ovo:

Para quem não consegue de separar facilmente a clara da gema do ovo, basta partir a casca do ovo cuidadosamente e despejar em um funil com um recipiente em baixo. Assim a gema ficará presa e a clara cairá no recipiente.

2 – O arroz queimou no fundo da panela e quer retirar o cheiro a queimado do restante arroz que não queimou:

Se por acaso o arroz queimou no fundo na panela, não se desespere :D
Existe um truque para aproveitar a parte que não foi queimada sem aquele sabor e cheiro desagradável.
Retire uma colher de arroz cozido da panela e coloque o arroz numa superfície lisa (mesa, ou mármore, bancada) e coloque a panela com o arroz por cima e tape. Deixe uns 5 minutos e vai ver que o arroz dentro da panela nem sabe nem cheira a queimado.

3 – Água das batatas ou massas cozidas regar nas plantas:

Depois de cozinhar batatas ou massas, não dei te a agua fora. Deixe arrefecer e regue as plantas com a agua da cozedura, pois esta contém nutrientes que deixam as plantas mais saudáveis.

4 – Descongelar a carne mais rápido:

O ideal para descongelar a carne sem precisar utilizar o micro-ondas quando não tem tempo de descongelar normal à temperatura ambiente a dica é mergulhar a carne num recipiente com água fria e algumas gotas de vinagre. Este truque ajuda na aceleração do processo de descongelamento da carne.

5 – Como fazer gelo rapidamente:

A dica de como fazer gelo rápido é colocar água fervida nas forminhas no em vez da água com a temperatura normal. Isso acelera a formação do gelo.

6 – Para o molho queimado:

Basta colocá-lo noutra panela e adicionar com um pouco de açúcar, mas sem exagerar para não deixar o molho adocicado, e continuar a cozinhar. Este truque ajuda a eliminar o odor e o gosto queimado do molho.

7 - Salsa mais fresca:

A salsa pode ser conservada fresca até três semanas. Para isso, lave, escorra bem, coloque num frasco tapado e guarde no frigorífico.

8 - Sabor especial aos assados de carne:

Para dar um sabor especial à carne assada, espalhe um pouco de alecrim na travessa ao ir ao forno. O Sabor vai ficar delicioso.

9 - Comida muito apimentada:

Se a comida ficar muito apimentada, adicione uma colher de chá de açúcar.

10 - Saladas com mais sabor:

Para dar mais sabor a saladas, esfregue na saladeira um dente de alho.
Dica especial de saladas (Se quiser saber se a salada está bem temperada, experimente o tomate, pois ele absorve mais tempero que as outras verduras e legumes.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O melhor bacalhau com Natas do mundo

E esta é uma receita do nosso fiel amigo, o bacalhau, que é assim carinhosamente chamado por todos os Portugueses que o apreciam verdadeiramente (assim como eu) :)

Ao longo de séculos, o bacalhau transformou-se do simples género alimentar em símbolo da identidade portuguesa. É verdade verdadinha, não há casa Portuguesa no mundo que não tenha este fiel amigo à sua mesa.


Foto retirada de http://www.agroportal.pt/x/agronoticias/2013/12/09d.htm

E que o nosso amigo Eça de Queiroz o diga :)

Em 1884, numa carta endereçada ao seu amigo Oliveira Martins, Eça de Queiroz escreveu:
"“Os meus romances no fundo são franceses, como eu sou em quase tudo um francês – exceto num certo fundo sincero de tristeza lírica, que é uma característica portuguesa, num gosto depravado pelo fadinho, e no justo amor do bacalhau de cebolada” (Queiroz 2008: 331)."

Para os Portugueses, e para Portugal o bacalhau passou a ser um alimento imprescindível em qualquer mesa e desta forma tornou-se num dos peixes mais presentes no regime alimentar.

Do bacalhau diz-se existirem 1001 maneiras de confeccionar. E acreditem que existem mesmo muitas :)

E a pensar no bacalhau decidi preparar um almoço em família delicioso.
E nada como uma bacalhau com natas para alimentar o corpo e alma e arrancar sorrisos daqueles que nos fazem tão felizes :D

Aqui fica a receita deste delicioso prato capaz de arrancar suspiros de um verdadeiro apreciador de bacalhau.



Ingredientes para 4 pessoas:

8 batatas grandes cortadas aos cubos pequenos
2 cebolas grandes cortadas as rodelas fininhas
6 dentes de alho picados
3 postas de bacalhau demolhado
200ml de natas
200ml de leite
1 colher de sopa de manteiga
Farinha Maisena q.b
Azeite q.b
Óleo para fritar
Sal q.b
Pimenta q.b
Noz moscada q.b.

Preparação:

Coza o bacalhau em água aproximadamente durante 15 minutos no leite, temperado com um dente de alho picado e pimenta.
Após cozido, retire do leite e com cuidado retire espinhas e as peles, desfiando em lascas.
Reserve o leite.
Descasque as batatas e corte em cubos pequeninos e frite em óleo.
Num tacho derreta a manteiga e adicione a farinha, mexendo bem com uma colher de pau ou um vara de arames até fazer ficar tudo envolvido.
Após ficar homogéneo, vai-se adicionando o leite da cozedura do bacalhau mexendo sempre para não ganhar grumos.
De seguida adiciona-se as natas e deixa-se engrossar.
Tempera-se com sal, pimenta e noz moscada.
Numa frigideira refogue as cebolas, os alhos e o azeite.
Adicione o bacalhau e rectifique os temperos.
Numa travessa disponha as batatas fritas, o bacalhau refogado e o molho envolvendo tudo muito bem.
Coloque num tabuleiro e leve ao forno a 180ºC até gratinar.

Espero que gostem desta receita :) que é de comer e chorar por mais.

Bom Apetite!

sábado, 9 de agosto de 2014

Baguete de Mortadela Bologna com Queijo de Ervas Finas e Tomate Cherry

Baguete de Mortadela Bologna com queijo de ervas finas e tomate cherry foi o que preparei a pedido do meu amado esposo.

Um lanche saciante, repleto de sabor e muito delicioso.

A Mortadela Bologna é muito diferente da mortadela que se faz em Portugal.
Esta eu compro no El Corte Inglês no Supercor que é para já o único sitio onde encontro para comprar.

Tem um sabor e um aroma muito distinto, e acreditem, provando pela primeira vez ficam completamente rendidos ao seu sabor e encanto.




Que vos parece, tem bom aspecto não tem? :) 

Uma coisa que é fascinante para mim é conhecer a cultura dos outros países, não só a nível de artes, literatura ou música, mas a cultura culinária também.
E como tal sempre vou à procura das histórias dos pratos e das tradições, pois é do mais simples e antigo que nascem as melhores e mais deliciosas iguarias, e por trás delas sempre se escondem histórias de outros tempos.

No caso da mortadela Bologna esta era uma delicias que alimentavam imperadores e camponeses em Itália.

" Na Osteria Antica Romagnola, em Bologna, eles assam o pão na hora e cortam uma fatia finíssima de mortadela. É crueldade, todo mundo pede mais " Jefferson Rueda




Pois é a mortadela bologna é de origem italiana mais precisamente da cidade que deu nome a esta deliciosa iguaria Bologna :)

Nos dias de hoje, a designação Mortadella Bologna é uma denominação de origem protegida, de acordo com as normas da União Europeia. A zona de produção é extensa, incluindo as regiões de Emília-Romanha, Piemonte, Lombardia, Véneto, Marche, Toscânia, Lácio e Trento.



"Bolonha (Bologna /boˈloɲɲa/ em italiano) é uma comuna italiana, capital e a maior cidade da região da Emília-Romanha, província de Bolonha, mais especificamente, entre o rio Reno e o rio Savena. Bolonha é uma cidade universitária animada e cosmopolita italiana, com espectacular história, arte, culinária, música e cultura" (Wikipédia)
 Confesso que é uma das cidades que eu e o meu marido desejamos conhecer em Itália quem sabe em breve :)

E provar na origem também esta delicia :)

Experimentem se tiverem oportunidade.
Vão-se deliciar ;)



sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Picanha aromatizada com Manteiga de alho e ervas

Este é um prato recheado de sabor e foi feito com muito amor :)

A picanha aqui desta receita é de origem do Brasil e por si só faz uma enorme diferença a nível de sabor.
Nos mercados vê-se sempre à venda picanha da Europa, mas para mim não é a mesma coisa.
Apesar da picanha da Europa ser boa, eu prefiro a picanha do Brasil, pois o sabor da carne e até daquela gordurinha que tem fazem toda a diferença no paladar dos pratos.

E como os detalhes fazem toda a diferença, nesta receita o alho e as ervas aromáticas dão um toque de bom gosto à picanha, elevando sem dúvida o prato.

Experimentem, pois é de comer e chorar por mais :)



Ingredientes (para 2)

2 Fatias de picanha (fatia grossa)
Azeite
Sal q.b.
Pimenta q.b
5 dentes de alho
2 colheres de sopa de Manteiga
Salsinha q.b
Salsa q.b.
1 Malagueta (para quem gostar de picante)
1 Cebola Média
Tomates Cherry
Sumo de meia lima


Preparação:

A picanha deve ser comprada já fatiada, temperada com algumas pedras de sal, pimenta e alho.
Preparar a massa de manteiga com os alhos triturados, um pouco de pimenta, sal, a salsinha, a salsa, e a malagueta.
Tenha a atenção de provar para que se quiser só um pouco de travo de picante este não ficar em demasiado.
Esta pasta tem que estar equilibrada para não abafar o sabor da carne.
Aquecer bem uma frigideira com um pouquinho de azeite e colocar a Picanha, virar e colocar um pouco da manteiga do preparado de manteiga.
Retirar a picanha que deve estar no ponto e reservar numa travessa de barro. Deve nesta fazer deixar repousar a carne e colocar a restante manteiga aromática em cima da picanha.
Na frigideira onde a picanha cozinhou colocar a cebola e os tomates cherry e deixar apurar uns 1:30 minutos em lume médio.
O objectivo não é cozer os tomates mas dar-lhes um sabor distinto da carne.
Desligar o fogo e adicionar o sumo de meia lima.
Dispor os tomatinhos junto da carne com o delicioso molho que se formou no fundo.
Pode acompanhar com um delicioso arroz de alho, umas batatinhas e uma salada fresquinha :)

É uma delicia :)

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Suculentas Iscas de Porco de cebolada

Este é um prato que remonta à minha infância, onde era confeccionado pela minha mãe, pela minha avô materna e pela minha bisavó que digo-vos que era uma grande cozinheira e uma pessoa de uma coração recheado de muito amor e ternura.

Confesso que quando era pequena não gostava muito da textura do fígado e do seu sabor, e na altura comia só as batatas com a cebola  com o delicioso molho.
Mas acabei com os anos a aprender a apreciar a simplicidade e todo o sabor deste prato.

Este prato de fígado de porco de cebolada é muito simples de confeccionar e rápido. É tão saboroso que até os mais cépticos ficam rendidos aos sabores e texturas.
São servidos?!



Ingredientes (para 2 pessoas):

2 a 4 Fatias de Fígado de porco (iscas) 
4 a 6 dentes de alho
Sal q.b
Pimenta q.b 
1 folha de louro
2 colheres de sopa de vinagre (ou limão) 
Azeite q.b
2 cebolas
Batatas (para cozer ou fritar)


Preparação:

Tempere as iscas com os dentes de alho, descascados e cortados em rodelas, sal, pimenta, o louro e limão.
Deixe marinar pelo menos 2 a 3 horas em local fresco. 
Coloque uma boa quantidade de azeite numa frigideira, escorras as iscas e frite-as de ambos os lados. 
Entretanto, corte as cebolas em rodelas e 2 alhos. Retire as iscas para um recipiente e mantenha-as quentes.
Junte a cebola e os alhos ao azeite onde fritou as iscas e quando a cebola e os alhos estiverem refogados (consistência mole) junte o vinagre ou o sumo de limão.
Deixe ferver durante 2 minutos e deite este preparado sobre as iscas.
Enfeite as iscas com salsa picada e bom apetite!
Experimente!


Sugestão:

Sirva com batatas cozidas, ou batatas fritas e uma salada fresquinha.
Desta vez usei sumo de limão em vez do vinagre, e ficou uma delicia :)




quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Salmão aromático em papelote

Num dia quente como o de hoje, apeteceu-me fazer para o almoço um salmão fresquinho, com aroma de limão e ervas aromáticas em papelote :)

E como tenho uma pequena horta com algumas ervas aromáticas em casa (cebolinho, salsa, alecrim, oregãos, hortelã pimenta, entre outras), aproveitei para dar um toque de magia e frescura ao meu prato.
É simplesmente delicioso e reconfortante, e fresco para um dia quente de Verão como este :)




Ingredientes:

Lombos de salmão
Sumo de limão
Sal e pimenta q.b.
Alho
Salsa picada
Coentros picados
Batatas
Azeite q.b.
Alho picado


Preparação:

Temperar o salmão com sal, pimenta, sumo de limão e alho.
Numa folha de alumínio, dispor o salmão com o tempero e colocar junto um raminho de salsa e uma rodela de limão.
Embrulhar muito bem o Salmão na folha de alumínio, e colocar numa frigideira bem quente, e ir virando de minuto a minuto.
Deixar o salmão cozinhar por não mais de 5 minutos, para que ele fique tenrinho e suculento.

As batatas corta-se aos cubos e põe-se a cozer em água com sal.
Entretanto colocar azeite com alho picado num pequeno tacho ou frigideira e aquecer por breves instantes (uns 30 segundos), apenas para amolecer o alho e aromatizar o azeite.

Quando cozidas as batatas, retirar toda a agua e juntar o delicioso azeite aromatizado com o alho, e misturar tudo.
Por fim salpicar com salsa e coentros fresquinhos retirados da horta :)

Retirar o salmão do papelote de alumínio, e ornamentar o prato com as deliciosas batatinhas aromáticas.

É uma m e acompanhado com um vinho branco fresquinho ou uma limonada, é um almoço perfeito.

Feito com muito amor e carinho :)
Numa frigideira, leve ao lume o azeite com alho picado. Deite a broa e deixe cozinhar um pouco. Depois adicione a couve e deixe saltear.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Delicia de Pêssego com aroma de lima

Existem fins-de-semana especiais como aqueles em que nos visitam a família e os amigos.
E como bons portugueses que somos, os melhores momentos da vida também se fazem à volta de uma mesa, constrói-se amor, amizades, cria-se cumplicidades, e acima de tudo vivem-se sorrisos, muitos sorrisos.

E este fim de semana foi especial, pois tive a visita dos meus pais aqui em Coimbra.

E aproveitando o calor do verão, porque não uma sobremesa fresquinha, doce, tentadora e muito leve.

Segundo a doce sugestão do meu marido, revolvi fazer então pela primeira vez esta simples sobremesa, que acreditem, toda a gente ficou encantada.
É uma delicia e garanto que arranca muitos sorrisos :)

Esta é uma sobremesa simples para quem não gosta de sobremesas muito doces e por isso para comer sem remorsos.




Ingredientes:

1 gelatina de pêssego (eu fiz com um pacote da Royal)
3 iogurtes gregos açucarados
1 lata de pêssego em Calda
Raspa de uma lima

Rende 4 taças

Preparação:

Comece por fazer uma das gelatinas conforme as instruções da embalagem e deite em taça individuais e leve ao frigorífico  para solidificar totalmente.

Depois da gelatina solidificada acrescente cuidadosamente o iogurte grego com a quantidade a gosto.

Corte aos cubos o pêssego em calda e distribua na ultima camada.

Para dar um aroma delicioso e uma frescura deliciosa, decore com a raspa de uma lima em cada uma das taça.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Scones deliciosos de queijo de cabra

Esta é uma variação diferente dos Scones tradicionais.
Tinha um pouco que queijo de cabra em casa e resolvi experimentar :) e foi uma surpresa deliciosa e um deleite para os sentidos.
O aroma enquanto eles assam no forno é incrivelmente bom e faz crescer água na boca.
Scones, chã, mel e manteiga são a combinação perfeita.





Ingredientes:

225 gr de farinha
40 gr de açúcar
1 ovo batido
2 colheres de sopa de azeite
6 colheres de sopa de leite
50 gr de queijo de cabra
1 colher de chá cheia de fermento
1 pitada de sal

Preparação:

Peneirar a farinha, o sal e o fermento. Juntar o azeite e os restantes ingredientes, por ultimo juntar o queijo cortado aos cubinhos, e mistura-se tudo. Fazer bolinhas e colocar num tabuleiro untado com manteiga e farinha. Levar ao forno quente durante 10 a 15 minutos. 
Estes scones têm um aroma delicioso e vão muito bem com mel e manteiga. 

terça-feira, 15 de julho de 2014

Bolo de Cenoura húmido com cobertura de Chocolate

Um bolo delicioso para qualquer ocasião, para adoçar a alma e o coração...



Ingredientes para o Bolo:

4 cenouras médias
3 ovos
1 chávena de chá de óleo
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento
1 pitada de sal

Ingredientes para a Cobertura do bolo:

10 colheres de sopa de chocolate em pó (usei nesquik)
1 chávena de chã de leite
1 1/2 colher de margarina
2 colheres de açúcar
1 pitada de sal

MODO DE PREPARO:

1. Ligue o forno nos 180 graus.
Unte a forma com manteiga e polvilhe com farinha.

2. Numa tigela misture a farinha com o fermento e açúcar.

3. Cortar as cenouras, e cozer em água com sal até ficarem tenrinhas.

4. Quando as cenouras estiverem quase frias, triturar com a varinha mágica e juntar o óleo e os ovos, e bater bem.

5. Depois desta mistura, ir juntando os ingredientes secos já misturados (farinha, açúcar, fermento) até obter uma massa homogénea.

6. Deite a massa na forma e leve ao forno a cozer durante 30 minutos.

7. Num tacho leve ao lume a manteiga a derreter, junte o chocolate, o leite e uma pitada de sal.
Quando começar a borbulhar deixe engrossar um pouco e apague o lume.

8. Desenforme o bolo e barre com a cobertura de chocolate.

E o bolo ficou com um aspecto maravilhoso, e um sabor incrível.
Experimentem que vão adorar 

Dica especial: Eu pessoalmente prefiro deixar o bolo na forma e juntar a cobertura de chocolate, previamente pico o bolo com uma faca, para que o chocolate possa delicadamente se penetrar bolo, e se misturar.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Scones docemente aromatizados com Laranja

O scone é um pãozinho redondo de origem escocesa, muito leve, macio e crocante, indispensável para acompanhar uma perfumada xícara de chá.
Pode ser doce ou salgado, vai depender da sua criatividade para combinar os ingredientes do recheio.
É uma delícia :)

Um Poema vindo de terras de sua majestade em honra ao tão adorado scone :)

"I asked the maid in dulcet tone
To order me a buttered scone;
The silly girl has been and gone
And ordered me a buttered scone."




Ingredientes:

225 gr de farinha
40 gr de açúcar
1 ovo batido
1 colher de sopa de manteiga
6 colheres de sopa de leite
1 colher de chá cheia de fermento
1 pitada de sal
Raspa de de uma laranja
Sumo de meia laranja

Preparação:

Peneirar a farinha, o sal e o fermento. Juntar a manteiga e os restantes ingredientes, misturando tudo. Fazer bolinhas e colocar num tabuleiro untado com manteiga e farinha. Levar ao forno quente durante 10 a 15 minutos. Servir quentes com manteiga e compotas.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Bolo de Milho delicioso para uma tarde repleta de doçura :)




Ingredientes do Bolo:
3 ovos (claras em castelo)
1 e 1/2 xícaras de açúcar
3 colheres de sopa de manteiga
2 xícaras de farinha de milho peneirado
1 xícara de farinha de trigo
1 pacote de leite de coco (200 ml)
1/2 xícara de leite de vaca
1 colher de sopa de fermento em pó

Para preparar o Bolo:

1. Ligue o forno para aquecer em temperatura baixa, enquanto prepara o bolo. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma.
2. Separe as claras das gemas, e bata claras em castelo. Reserve.
3. Junte o açúcar e a manteiga com as gemas e bata bem, até a mistura ficar bem homogénea. Em seguida, coloque a farinha de milho peneirada, o leite de coco e o leite e a continue bater. Junte o fermento em pó e misture até a massa ficar uniforme.
4. Por fim, adicione e as claras em castelo, misturando delicadamente. As claras em castelo deixam o bolo areado e macio. Despeje a mistura na forma e leve ao forno 200 graus por 25 minutos.
5. Retire do forno e se desejar para colocar a cobertura da calda de açúcar tem que o fazer enquanto o bolo ainda está quente.

É um bolo que fica delicioso para comer acompanhado por um delicioso chã e café aromáticos e em boa companhia :)

Calda para cobertura:
Em uma panela, misture 1/2 xícara de leite e 1/2 xícara de açúcar refinado. Levar ao fogo brando durante 5 minutos. Cobrir o bolo ainda quente com essa calda.

DICA: Se você gostar de um bolo menos doce, basta não usar cobertura.

De volta ao meu Blog de Culinária.... porque....


Em breve com mais receitas e mais sorrisos e mais amor :)



Bolo Delicioso de Grão de Bico

Neste bolo em especial não usei a baunilha, nem a calda de chocolate e mesmo assim ficou uma delicia.
É ideal para quem tem que fazer uma dieta sem Glúten, uma alternativa muito boa, rica em proteína, para um bolo de chocolate sem farinha. Ninguém vai nem notar que a massa leva grão-de-bico.



INGREDIENTES

2 xícaras (chá) de grão de bico cozido (390 g)
1 colher (sopa) de margarina
4 ovos
½ colher (chá) de essência de baunilha
½ xícara (chá) de açúcar (100 g)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
140 g de chocolate meio amargo derretido
100 g de chocolate meio amargo picado

Calda de chocolate quente:
200 ml de creme de leite fresco
5 colheres (sopa) de chocolate em pó
250 g de chocolate meio amargo picado
40 ml de conhaque

MODO DE PREPARO

Num processador coloque grão de bico cozido, margarina e ovos e bata até formar uma mistura homogénea. Adicione essência de baunilha, açúcar, fermento em pó e pitada de sal; bata por mais 1 minuto.

Transfira a mistura de grão de bico (feita acima) para uma tigela adicione o chocolate meio amargo derretido e misture delicadamente.

Coloque a mistura numa forma de bolo inglês (23 cm X 10 cm) untada com margarina e polvilhada com chocolate em pó e leve ao forno médio pré-aquecido a 180°C por cerca de 50 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. Desenforme, espete pedacinhos de chocolate meio amargo picado e regue a calda de chocolate quente.

Calda de chocolate quente:
Numa panela coloque creme de leite fresco e chocolate em pó e leve ao fogo médio até ferver. Adicione 250 g de chocolate meio amargo picado e misture bem até derreter. Acrescente o conhaque, misture e desligue o fogo. Regue o bolo com esta calda quente.